sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Sertão, bendita lembrança

Dalinha Catunda
Relembro o tempo passado
Que na memória guardei
A casa onde eu morava
A vida que eu levei
Nem tinha televisão
Mas ali, naquele chão
O melhor tempo passei.

No velho fogão a lenha
A minha mãe cozinhava
O abano atiçava o fogo
A caça na brasa assava
Com preá e avoante
Naquele tempo distante
A família se fartava.

De chafariz ou cacimba,
Meu caro amigo anote
Era a água de beber
Que se botava no pote
Ou mesmo numa quartinha
Água ficava fresquinha
Caneco tinha um magote.

No caneco de alumínio
Tinha meu nome gravado
E cada irmão tinha o seu
Mamãe tinha este cuidado
E pra não entrar caçote
Uma boina tinha o pote
Com laço bem amarrado.

Naquele velho sertão
Que vivi quando menina
Por lá se dormia cedo
Luz era só lamparina
E ainda pro meu regalo
Lá se acordava com o galo
Linda aurora nordestina.

A lembrança quando bate
Desperta minha saudade
Recordo a vida singela
E a minha felicidade
Os costumes do sertão
Que jamais se apagarão
Da minha realidade.
Assim foi minha infância na minha querida CAICÓ!
Em especial, na Fazenda Baixa do Arroz!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Vale a pena ver de novo

   Um casal decide passar férias numa praia do Caribe, no mesmo hotel onde passaram a lua de mel há 20 anos. Por problemas de trabalho, a mulher não pôde viajar com seu marido, deixando para ir uns dias depois.
   Quando o homem chegou e foi para seu quarto do hotel, viu que havia um computador com acesso à internet. Imediatamente, decidiu enviar um e-mail à sua esposa, mas errou uma letra no endereço e não percebeu que a mensagem foi enviada a outra pessoa. 
   O e-mail foi recebido por uma viúva que acabara de chegar do enterro do seu marido. O filho da pobre senhora, ao entrar na casa, encontrou sua mãe desmaiada perto do computador, onde na tela podia se ler:
   "Minha querida esposa,
   Cheguei bem. Imagino que você esteja surpresa ao receber noticias minhas por e-mail, mas agora tem computador aqui e eu posso usar o quanto quiser.
    Acabei de chegar e já vi que está tudo preparado para a sua chegada na semana que vem. Já estou com saudades! Tenho muita vontade de te ver e espero que sua viagem seja tão tranquila quanto a minha!
   Um beijo do seu amado marido.
   PS: Não traga muita roupa porque aqui faz um calor infernal!"

TURISMO E ANIVERSÁRIO - Por Veterano Moreira

TURISMO E ANIVERSÁRIO
Combinação Perfeita
Por Espedito Moreira de Mello*
A cada ano, as pessoas fazem aniversário; no seu dia, todas comemoram; os eventos variam, vai da simples expressão “Feliz Aniversário” até a realização de grandes banquetes, tudo dentro daquilo que é possível realizar. Minha mulher aniversaria em novembro eu, em janeiro. Nos respectivos dias, costumamos dar folga ao nosso rancho, arrumamos a barraca e vamos “acampar” em algum lugar “alcançável”.
 Numa excursão turística a João Pessoa/PB, organizada e patrocinada pela Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais, seção de Natal, em meados de 2015, ficamos maravilhados com as praias visitadas naquela capital. Em vista disso, decidimos que passaríamos o meu octogésimo quarto aniversário, prestes a ocorrer, numa daquelas praias. Fizemos reserva num hotel, com linda vista para o mar e fácil acesso à praia de Manaíra. Desta forma, estava concluída a primeira etapa do planejamento.
João Pessoa, assim como Natal, é uma cidade de belos atrativos turísticos, dista da capital potiguar cerca de 200km. De automóvel, levaria pouco mais de 2h, a BR-101 é duplicada nesse trecho, portanto, livre de engarrafamentos. De avião, seria mais rápido ainda, ou de ônibus – dos três – o mais lento, digamos: três horas no máximo. O navio havia sido descartado.
Em outros tempos, teria escolhido o automóvel. Mas agora, avaliando desconhecer o trânsito daquela cidade, assustava-me a possibilidade de me estressar, coisa que estava fora de questão. Tentei o avião, mas nenhuma companhia tinha voos para nos atender nos horários desejados. Então restava o ônibus. Minha mulher elogiou os serviços da Viação Nordeste. Ela, há pouco, havia ido a Fortaleza por essa empresa. Ônibus confortáveis, segundo ela, dois andares, sendo o primeiro equipado com poltronas-leito. Verifiquei a disponibilidade de passagens. Tudo nos conformes de horários e tempo de viagem.
No ato de adquirir os bilhetes, tudo certo. Confirmado. Havia veículos e horários compatíveis com as nossas necessidades. Porém, nada de ônibus de dois andares ou poltronas-leito. Ah! Bobagem. São apenas três horas de viagem, pensei.
A funcionária  emitiu as passagens para ida e volta. Segundo ela, nós ocuparíamos os assentos mais confortáveis do veículo, para a ida e para a volta. Quanta deferência.
O embarque - Na hora da partida, cadê o ônibus? Foi abastecer, ouviu-se uma voz. Resultado, partiu com quase meia hora de atraso.  Os tais assentos confortáveis, localizados logo na entrada, estavam em lastimável estado de conservação. Os painéis à nossa frente, mal conservados, estavam repletos de informações de mau gosto, balançavam e faziam barulho logo que o veículo se movimentava; a janela, com o dispositivo de fechamento quebrado, competia em barulho com os painéis frontais – minha mulher deu um jeitinho de prender o vidro, mas abriu uma fresta por onde entraria corrente de ar muito irritante –, não havia visão externa, estávamos sem comunicação visual para frente e para os lados; o puxador da porta, que isola o motorista dos passageiros, preso apenas por uma das extremidades; as instalações sanitárias, embora limpas, não tinham sequer uma gota d’agua. Natal e João Pessoa são cidades com muitas atrações turísticas, certamente, mereciam um transporte interestadual de melhor qualidade.
Quando o ônibus partiu, muitos dos assentos não haviam sido ocupados. Isso fazia supor que haveria muitas paradas, o famoso pinga, pinga. Foi o que aconteceu. Felizmente, não houve atraso considerável em relação ao horário previsto para a chegada. Foi um alívio. Também é verdade que não houve aquela paradinha para “tirar a água do joelho”. Quem não aguentou, teve de usar as instalações sanitárias em condições higiênicas pouco recomendáveis.
Ao chegarmos à cidade, fomos direto ao guichê da empresa negociar a troca dos assentos para a volta a Natal. Fosse qual fosse o estado de conservação do veículo, qualquer outro lugar seria melhor do que o utilizado na ida.
Na medida em que o funcionário nos atendia, conversava com outro senhor, que se postara ao nosso lado. A conversa parecia amigável. Em dado momento, ele (o encosto) nos perguntou se iríamos precisar de táxi. Vamos sim, mas vamos pegar o primeiro da fila, respondi. Tudo bem, disse ele, mas aqui não tem problema, não; o senhor pode escolher qualquer carro que estiver na fila, o meu é este aqui à nossa frente. Concordei, mas depois de ele afirmar conhecer o endereço que lhe mostrei e dizer o tempo aproximado para se chegar lá. Trinta minutos, disse ele. Exatamente, esse foi o tempo gasto, para fazê-lo. No itinerário, o taxista parecia um piloto de stock-car. Deve ter cometido várias infrações. Foi o bastante para não me arrepender por não ter feito a viagem de automóvel. O trânsito estava pesado, Enfim, chegamos... inteiros.
A estada – Ótima recepção, contudo havíamos chegado pouco mais de uma hora antes do previsto para o check-in. Ainda não havia apartamento disponível. Enquanto isso, visitamos o restaurante do hotel e aproveitamos para almoçar uma carne de sol à moda da casa.
Finalmente, fomos conduzidos ao nosso apartamento. Instalações com requisitos de hotel quatro estrelas, conveniado com a Bancorbras, eram confortáveis.
Para alcançar a praia, bastava atravessar uma via de trânsito de sentido único, e um calçadão muito bem conservado. O conjunto mar e praia fornecia uma linda vista. A praia tem faixa de areia razoável e comprimento de certa de 3km. Pena! Tanta praia para pouca frequência de usuários. É possível que a resposta para isso estivesse na água, infestada de algas, prejudicando o prazer de um mergulho confortável. Também, não havia os famosos quiosques de apoio, banheiros e outras facilidades. Quando muito um carrinho vendendo coco verde. De qualquer forma, foi uma estada agradável. Diferente.
O retorno – Feito o check-out, tomamos um táxi para a rodoviária. O taxista parecia conhecer todos os atalhos, com calma e segurança, chegamos ao destino sem sobressaltos.
Embarque: desembaraço para o a plataforma, ônibus estacionado, check-in  – tudo no horário previsto – ocupamos nossos assentos.
O estado de conservação do veículo não diferençava do anterior, mas pelo menos o espaço que ocupávamos tinha um pouco mais de conforto. No horário previsto, ônibus lotado, tudo pronto para a partida, era um cenário perfeito. No entanto, dois passageiros melaram o ambiente. Um idoso (meu contemporâneo), com certa dificuldade para se locomover, havia comprado passagem cujo assento (poltrona 41) ficava na parte traseira do veículo. Ao embarcar, ocupou o primeiro assento que estava vago. Esperava ficar ali, desde que o verdadeiro ocupante concordasse. Não deu sorte. O dono, ou melhor, a dona chegou, viu seu lugar ocupado, não gostou nada. Sem negociação, chamou o motorista para solucionar a questão. O velhinho foi obrigado a desocupar o espaço, levantou e caminhou em direção ao seu verdadeiro endereço. Mas não chegou até lá, ocupou outro assento ainda vago, transferindo o problema para mais adiante. Logo, logo se repetiria a cena. Desta vez o motorista conduziu o cliente teimoso até o lugar que lhe era de direito.
Pendenga resolvida, vamos partir. O motorista, sem fazer checagem da lotação, deu partida. Menos de dez minutos, nova encrenca: uma adolescente havia comprado passagem sem definição de assento. O que estivesse vago ela ocupava, o dono chegava, ela se levantava e ocupava outro.
Desta vez, o verdadeiro dono do pedaço havia embarcado, mas permanecera em pé conversando com outros passageiros. Quando procurou seu lugar, estava ocupado pela invasora.  Protesto. O ônibus para. O motorista se inteira do imbróglio. A passageira que “expulsara” o velhinho apresenta predicados de rábula, inicia um discurso, faz acusações à empresa, tira fotos.  O motorista dá o veredito: “Vou estacionar o ônibus e ligar para a rodoviária, eles que resolvam o assunto”.
Conclusão: daí a pouco mais de meia hora, chega novo ônibus, maior e mais bem conservado. Faz-se a “conexão”. A viagem continua, mas a insatisfação, pelo atraso e pela desorganização, parecia aflorar de cada semblante. Havia reclamantes, costumeiros usuários do serviço, alegando falta de consideração da empresa para com os clientes em relação à qualidade dos serviços prestados.
João Pessoa e Natal são capitais de estado, cidades com atrativos turísticos, itens constantes da produtividade de suas economias, por isso não é fácil entender por que a empresa responsável pelo transporte de passageiros (clientes) entre elas não é obrigada a dispensar atenção adequada aos seus usuários, prestando-lhes serviço de qualidade a que são merecedores.
Com a palavra o senhor ministro do Turismo, que é natural da região, e os demais dirigentes de órgãos e entidades integrantes das cadeias produtiva e organizacional relativas ao setor.


* Veterano e escritor – publicou Memórias de uma Tríplice Jornada

Entenda esse Balaio de Gato - Vai te deixar louco

Um jovem escreveu a seguinte carta para o militar responsável pela dispensa do serviço militar:
"Prezado Oficial Militar,
Venho por intermédio desta pedir a minha dispensa do serviço militar. A razão para isto bastante complexa e tentarei explicar em detalhes.
Meu pai e eu moramos somos pobres e moramos em uma casa muito humilde, em um bairro afastado do centro da cidade. Não temos dinheiro para diversão. Nós possuímos apenas um rádio e uma televisão como entretenimento. Meu pai é viúvo e eu solteiro. No andar de baixo, moram uma viúva e sua filha, ambas muito bonitas e sem rádio e nem televisão. O rádio e a televisão fez com que nossas famílias ficassem mais próximas.
Eu me apaixonei pela viúva e casei com ela. Meu pai se apaixonou pela filha e também se casou com esta. A partir desse momento começou a confusão.
A filha da minha esposa, a qual casou com o meu pai, é agora a minha madrasta. Ao mesmo tempo, porque eu casei com a mãe, a filha dela também é minha filha (enteada).
Além disso, meu pai se tornou o genro da minha esposa, que por sua vez é sua sogra. A minha esposa ganhou recentemente um filho, que é irmão da minha madrasta.
Portanto, a minha madrasta também é a avó do meu filho, além de ser seu irmão. A jovem esposa do meu pai é minha mãe (madrasta), e o seu filho ficou sendo o meu irmão. Meu filho é então o tio do meu neto, porque o meu filho é irmão de minha filha (enteada).
Eu sou, como marido de sua avó, seu avô. Portanto sou o avô de meu irmão. Mas como o avô do meu irmão também é o meu avô, conclui-se que eu sou o avô de mim mesmo!
Portanto, Senhor Oficial, eu peço dispensa do serviço militar baseado no fato de que a lei não permite que avô, pai e filho sirvam ao mesmo tempo.
Se o Senhor tiver qualquer dúvida releia o texto várias vezes (ou tente desenhar um gráfico) para constatar que o meu argumento realmente verdadeiro e correto.
Assinado: Filho, Pai e Avô."

CCCPM - Empreend. Residencial IMIGRANTES - BONO

CAIXA DE CONSTRUÇÕES DE CASAS PARA O PESSOAL DA MARINHA 

   A CCCPM participa que, de acordo com o BONO ESPECIAL 047/2016, continua, até o dia 31MAR2016, recebendo novas inscrições para aquisição do imóveis do empreendimento Residencial IMIGRANTES (São Gonçalo-RJ) de militares, servidores civis e pensionistas da MB, beneficiários desta Autarquia. Os novos candidatos que se inscreverem serão inseridos após o último classificado na lista já existente. 
O beneficiário já inscrito para o empreendimento em questão, constante em lista classificatória disponibilizada no site desta Autarquia 
(https://www1.mar.mil.br/sites/www1.mar.mil.br.cccpm/files/candidatosinscritos- empreendimento-imigrantes-atualizada-19022015.pdf), continuará normalmente no processo, mantendo as suas respectivas classificações, desde que confirme a sua intenção de adquirir o respectivo imóvel, preenchendo o formulário de inscrição até 31MAR2016. O beneficiário já inscrito que não cumprir este procedimento até a data citada, será automaticamente excluído da lista de inscritos. 
Click AQUI  e veja a nota completa com fotos do empreendimento no BONO.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Uma viagem e vários eventos

   Como já citei no Face, realmente, a emoção de encontrar velhos amigos Veteranos, alguns, a mais de trinta anos que não nos víamos, fala mais alto.
   Como diz o título, foi uma viagem, vários eventos e encontros de Veteranos Fuzileiros, o primeiro e segundo encontro, aconteceu nos dias 28 de janeiro e 4 de fevereiro/2016, no Bar do Júnior, na 28 do Guará II DF, já o terceiro, foi no Bar do Rocha, no Gama DF, no dia 5 de fevereiro, em ambos, foram aproximadamente 20 Veteranos em confraternização. Tive a honra de ser um dos instrutores de todos eles em suas formações militares no então Campo de Adestramento - CAdest (hoje CIAB), na década de 1980. 
   Confesso que fiquei emocionado com a fidalguia e calorosa recepção, por parte desses Bravos Veteranos Fuzileiros Navais, com vocês minha estadia em Brasília foi ainda mais especial e alegre, o carinho demonstrado das mais variadas formas, emocionou o meu coração e colocou vários sorrisos em meu rosto. Quem tem amigos como vocês, tem a certeza da alegria, do amor, e do conforto da amizade sincera. De coração, eu agradeço a todos!
   Os demais eventos foram com familiares e amigos na roça do Junior, na margem da represa do Corumbá IV, município de Luziânia GO, onde passamos dias inesquecíveis, saboreando delícias da roça e degustando boas cachaças artesanais.
   As fotos abaixo comprovam.
ADSUMUS!
Esta foi do primeiro encontro, Da direita para a esquerda: Lucena, Marizon, Francisco, Miranda, esposa do Marizon e Raulino.
E esta foi na casa do meu sobrinho Júnior, com amigos civis, no domingo 31/JAN
A seguir, o segundo encontro dia 4/FEV
Da esquerda para a direita; Sentados: Veteranos Rogério, Café, Cirino, Lucena, Joacélio e Aluízio.
Em Pé: Assunção Miranda, Francisco, Vaz e Aécio
As 5 a seguir foram do terceiro encontro no Bar do Rocha, Gama DF
Da esquerda para a direita: Lima Júnior, Zé Maria, Rogério, Lucena, Naves e Rocha.
Wuelton e Café
O destaque é o Edivando, que não apareceu nas demais fotos.
Degustando um Asa Branca com tira-gosto de mocotó, é mole!
Por fim, não menos importante, na roça do Júnior. Sobra e água fresca...

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A verdade está com os biriteiros

Vale a pena ver novamente!
No entanto, o LULA mente, mente, mente tão descaradamente e tem em mente que, agente pensa que ele não mente... 

P.S.
Caros amigos Paraenses, o "Saco Mucho" está em Belém curtindo o Ver-o-Pêso e as benesses que esta cidade maravilhosa oferece...
AD SUMUS!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

“Museu a Céu Aberto” - Visitas ao Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores

COMANDO DA TROPA DE REFORÇO 
Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores

– Sediado no Complexo Naval da Ilha das Flores (CNIF) e mantido por meio de um convênio entre a MB e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o Centro de Memória da Imigração configura-se como um “Museu a Céu Aberto”, cujo roteiro é mediado por estudantes de graduação em História da UERJ e orientado por totens espalhados ao longo da ilha. Além disso, esse espaço museológico conta, em sua sede administrativa, com dois salões expositivos e um auditório, onde atualmente encontra-se aberta a Exposição “Os moradores, suas fotos e suas memórias”, contando um pouco da história da primeira hospedaria de imigrantes criada pelo governo brasileiro, que funcionou entre 1883-1966. 
As visitas ao Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores são gratuitas, podendo ser realizadas às terças-feiras, quintas-feiras, sábados e domingos, mediante agendamento por meio do sítio eletrônico: www.hospedariailhadasflores.com.br. 
SOMOS TODOS IMIGRANTES - Convidamos os Militares, seus famíliares e amigos a conhecer este relevante patrimônio histórico brasileiro. Endereço: Av. Paiva, s/nº - Ilha das Flores – Neves – São Gonçalo - RJ. Contatos: SOFN-EG CELSO e 3°SG-FN-ES PEREIRA telefone: 3707-9504.
Extrato do BONO  Nº 096 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016
Por Lucio Lucena
Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog
Visite o site: www.avcfn.com.br

CBSM - Convênio com o Curso Ascensão Ltda.

CLUBE BENEFICENTE DOS SARGENTOS DA MARINHA (CBSM) 
Convênio com o Curso Ascensão Ltda. 
- Com o objetivo de contribuir com o aprimoramento técnico-profissional e oferecer àqueles que se encontram na ativa melhores condições de acesso à carreira, o CBSM renovou convênio com o Curso Ascensão, a fim de permitir descontos nas mensalidades aos sócios e seus dependentes. 
Assim, participa que se encontram abertas as inscrições para os cursos preparatórios ao concurso ao Quadro de Oficiais Auxiliares da Armada (QAA/AFN), Exame de Habilitação a Sargento(E-HSG), Aprendizes-Marinheiros e Soldado Fuzileiro Naval. 
As inscrições poderão ser realizadas nos locais a seguir: 
a) Rio de Janeiro – Rua Acre 55, sala 301, Centro; 
b) Niterói – Rua Visconde do Rio Branco, 305, sala 307, (em frente ao Terminal Rodoviário, próximo às Barcas), Centro; e 
c) São Pedro da Aldeia – Na Escola Almirante Carneiro Ribeiro, Vila dos Oficiais, 76, Fluminense, no Complexo Naval. 
Para conhecer melhor o CBSM, consulte o site www.cbsmarinha.org.br ou visite a sede, na Rua Professor Paula Aquiles, 55, Vila da Penha, Rio de Janeiro. 
Informação sobre os cursos disponíveis no site www.cursoascensao.com.br, ou pelos telefones (21) 2203-1072 / 3176-1072 / 99110-0662 / 98656-6356 ou, ainda, comparecendo à Secretaria do Curso, Rua Acre 55, sala 301, Centro, a partir da 14h.
Extrato do BONO Nº 096 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Projeto que reúne três documentos em um só deve ser votado este ano em Plenário

RG, carteira de motorista e título de eleitor devem compor o Registro Nacional Civil, cujo número será atribuído pela Justiça Eleitoral.
Pronto para votação em comissão especial, deverá ser apreciado ainda em 2016 o projeto (PL 1775/15) que reúne em um único documento informações como o RG, a carteira de motorista e o título de eleitor.
De autoria do governo em parceria com a Justiça Eleitoral, a quem caberá atribuir um número do Registro Nacional Civil a cada brasileiro e fornecer o documento, o registro civil também vai conter dados biométricos para evitar fraudes, como explica o presidente da comissão especial, deputado Rômulo Gouveia (PSD/PB).
"Hoje tem pessoas que são homônimos e, muitas vezes, prejudicadas por não poder identificar, às vezes, pessoas com aposentadorias suspensas, respondendo por crimes sem ter culpa. Então, a biometria é algo extremamente importante."
Segundo o relator da proposta, deputado Julio Lopes (PP/RJ), o novo registro vai diminuir gastos do governo e facilitar a vida dos cidadãos, uma vez que qualquer pessoa poderá chegar a um órgão público, ser identificado pela biometria e depois atendido. Órgãos da Previdência e hospitais do SUS, por exemplo, terão os dados à mão, assim que o usuário se identificar.
Esta não é a primeira tentativa para adotar um registro único. Em 1997, com a aprovação da Lei 9.454/97, foi criado o Cadastro Nacional de Registro de Identificação Civil, destinado a conter o número único de Registro de Identidade Civil, acompanhado dos dados de cada cidadão. O texto autoriza a União a firmar convênio com os estados e o Distrito Federal para a implementação do número único de registro de identificação civil. De acordo com a lei, o Poder Executivo tinha prazo de 180 dias para regulamentar o Registro de Identificação Civil e 360 dias para iniciar sua aplicação. O documento chegou a ser lançado oficialmente em 2010, mas não foi implantado e o projeto acabou suspenso por tempo indeterminado.
O projeto em análise na Câmara revoga essa lei.
Reportagem — Idhelene Macedo

Corrida do CISM - 2016 – Evento esportivo-militar mundial

COMANDO-GERAL DO CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS 
   Corrida do CISM - 2016 – Trata-se de um evento esportivo-militar mundial, criado em 2006 pelo Conselho Internacional do Esporte Militar(CISM). Consiste na organização de uma jornada esportiva sem fins competitivos, ocorrendo em uma mesma data em vários países, objetivando a promoção da prática esportiva no âmbito das Forças Armadas, a interação com a sociedade e o fomento à paz mundial.
   A edição deste ano ocorrerá no dia 21FEV como parte integrante das atividades comemorativas do aniversário do Conselho Internacional do Esporte Militar.
No âmbito da MB, o evento ocorrerá em todos os Distritos Navais e, a exemplo de edições anteriores, coube ao Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais a coordenação geral desta atividade. Particularmente no município do Rio de Janeiro, o evento será planejado e executado pela Comissão de Desportos da Marinha(CDM) e consistirá em uma caminhada de aproximadamente 4km, a ter lugar no Parque de Madureira, local onde foram apostos os Aros Olímpicos comemorativos dos Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos Rio 2016.
   Vale destacar que este evento constitui-se em uma excelente oportunidade para a divulgação da Marinha do Brasil no País e no exterior, principalmente no ano em que a cidade do Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.
   Convido a Família Naval a participar das corridas/caminhadas nas diversas localidades, abrilhantando com a sua presença esta significativa atividade para o esporte militar mundial.
1º Workshop de Prevenção da Rabdomiólise no Treinamento Físico Militar (TFM)– Será realizado no dia 08MAR2016, de 8h30 às 16h, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), o 1º Workshop de Prevenção da Rabdomiólise no TFM, abordando os principais aspectos da rabdomiólise durante o TFM e suas condutas preventivas e terapêuticas no âmbito da Marinha. Dentre outras, serão realizadas apresentações sobre os seguintes temas: “O que é a Rabdomiólise? Aspectos diagnósticos e terapêuticos”; “Aspectos nutricionais e farmacológicos da Rabdomiólise”; e “Fatores relacionados à Rabdomiólise por esforço físico”. O detalhamento da programação será divulgado oportunamente. As inscrições poderão ser solicitadas por mensagem ao CEFAN, informando OM, posto/graduação, NIP e nome.
   Extrato do BONO Nº 091 DE 02 DE FEVEREIRO DE 2016
   Por Lucio Lucena
   Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog

   Visite o site: www.avcfn.com.br


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Curta, Boa e Real

Esta era a nota que eu pedia ao meu saudoso avô (eu o chamava de 'Padim' Padrinho):
Padim, me dê um conto!
Ele falava: Fale alto que sou moco (surdo)'
Ai eu gritava: Padiiiiim, me dê um cooooonto!
E ele, não me grite que não gosto!


Concurso ao C-FSD-FN 2017 - Fuzileiro Naval

Concurso ao C-FSD-FN 2017 – O Comando do Pessoal de Fuzileiros Navais (CPesFN) torna público que estão abertas, a partir de hoje, as inscrições para o Concurso ao Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais, Turmas I e II de 2017, destinado ao preenchimento de 1.860 vagas. Podem se candidatar brasileiros do sexo masculino que tenham no mínimo 18 e no máximo 21 anos de idade (referenciados em 01JAN2017) e o ensino médio completo. O Edital encontra-se disponível em (www.mar.mil.br/cgcfn) ou (www.mar.mil.br/cpesfn), no link "concursos". As inscrições poderão ser realizadas até o dia 29FEV2016 e o pagamento da taxa, no valor de R$12,00, até o dia 01MAR2016.
“Fuzileiro Naval, o SIGeP é sinônimo da sua Carreira. Mantenha-o atualizado!"

Extrato do BONO Nº 083 DE 01 DE FEVEREIRO DE 2016
   Por Lucio Lucena
   Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog
   Visite o site: www.avcfn.com.br
"Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de "escutatória". Todo mundo quer aprender a falar,... ninguém quer aprender a ouvir!"

​(Rubem Alves)​

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Guilherme Karan está internado com doença rara: ‘Não fala e não anda mais’, conta pai

Ator fez sucesso na telinha com o humorístico “TV Pirata” (Divulgação/TV Globo)
Aos 57 anos de idade, o ator Guilherme Karan, famoso por participar do humorístico “TV Pirata” que será reprisado pelo canal fechado Viva, encontra-se há mais de 1 ano internado em um Hospital no Rio de Janeiro por causa da síndrome de Machado-Joseph, uma doença neurológica rara que faz com que a pessoa perca a capacidade motora. 
Segundo o site “Ego”, o mal é hereditário e foi passado para o artista pela mãe, que faleceu devido a anomalia. Além do famoso, todos os outros três irmãos dele também apresentaram essa síndrome. Dois deles já morreram e a mais nova, Luciana, 48, segue doente. Alfredo, 90, pai de Guilherme, desabafou sobre o assunto. “Consegui que ele ficasse internado no Marcílio Dias. Lá ele é muito bem tratado. Guilherme perdeu as funções motoras. Não fala, não anda mas é completamente lúcido”, disse ele.
A perda do equilíbrio é o primeiro sintoma. Depois vêm os outros degenerativos. No início ele estava aqui em casa comigo e não queria receber visitas. Mas na época o convenci a deixar que os amigos viessem vê-lo. Ele sofre muito em não poder trabalhar mais”, contou Alfredo que luta com dificuldades para sempre estar ao lado do herdeiro.

CANCELAMENTO DE 1,5% no Bilhete de pagamento BP

CANCELAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO ESPECÍFICA DE 1,5%
Participo que este Serviço recebeu determinação da DPMM para deferir os requerimentos que contenham pedido de cancelamento da contribuição específica de 1,5%, desde que o militar não possua dependentes que se beneficiem de tal contribuição, sendo este novo entendimento baseado em parecer da Consultoria Jurídica-Adjunta do Comando da Marinha.
Ressalto que a contribuição específica de 1,5% assegura os seguintes direitos aos militares:
I) Manutenção do rol de beneficiários previstos na Lei 3.765/60, sem as modificações promovidas pela MP 2.215-10/2001, conforme abaixo descrito:
- as filhas de qualquer condição (solteira, casada, viúva, divorciada, desquitada, com remuneração, mesmo vivendo sob o mesmo teto e não dependendo economicamente do militar);
- a mãe viúva, solteira, ou desquitada e o pai inválido ou interdito;
- as irmãs germanas e consanguíneas, solteiras, viúvas ou desquitadas, bem como os irmãos menores mantidos pelo contribuinte ou maiores interditos ou inválidos; e
- os netos (órfãos de pai e mãe antes do óbito do militar), nas mesmas condições estipuladas para os filhos.
II) Os beneficiários da pensão terão direito de acumular duas pensões militares (por exemplo: pensionista viúva de militar acumular com outra pensão na condição de filha de militar).
Os militares inativos que não possuam dependentes em condições de se tornarem beneficiários da pensão militar, conforme as condicionantes acima mencionadas, e que tenham interesse em cessar o referido desconto no bilhete de pagamento deverão comparecer ao SIPM ou às Organizações Militares de Apoio e Contato (OMAC) para protocolar requerimento solicitando o cancelamento desta contribuição.
As dúvidas poderão ser esclarecidas, pessoalmente, na Sede do SIPM, Postos de Atendimento Avançado, OMAC e pelos telefones: (21) 2104-6385 e (21) 2104-6388 Setor de Atendimento de Oficiais Generais/Superiores (21) 2104-6390 Setor de Atendimento de Oficiais Intermediários/Subalternos/Praças
LUIZ ROBERTO BASSO
Capitão-de-Mar-e-Guerra Diretor do Serviço de Inativos e Pensionistas da Marinha

“Servir com qualidade a quem serviu à Marinha do Brasil com dedicação"

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

AVCFN Convênio com o Curso Adsumus - Nota de BONO

ASSOCIAÇÃO DE VETERANOS DO CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS - AVCFN
Convênio com o Curso Adsumus
   – Visando oferecer aos Associados mais oportunidades de aprimoramento profissional e, para os que estão no Serviço Ativo, melhores condições para progredir na Carreira Naval, a AVCFN celebrou convênio com o Curso Adsumus, para proporcionar descontos nas mensalidades aos Associados e seus dependentes.
   Estão abertas matrículas para vários cursos preparatórios, visando ingresso nos Quadros de Oficiais Auxiliares, Quadro Técnico e Quadro Complementar, nos Cursos de Habilitação a Terceiro Sargento, Sargento Músico e Especialização, bem como para o Corpo Auxiliar de Praças, Escolas de Aprendizes Marinheiros e Curso de SD-FN. Além disso, há cursos preparatórios para concursos de outras Forças, PM e Corpo de Bombeiros. Conheça as novas instalações da filial Centro, situada na Rua Primeiro de Março, 125 (em frente ao Ed. Barão de Ladário).
   Para conhecer melhor a AVCFN, consulte o site www.avcfn.com.br ou visite a Sede, na Ilha das Cobras, no prédio em frente ao HCM. Para informações sobre os cursos oferecidos, visite o site www.cursoadsumus.com.br.
   Extrato do BOMO Nº 073 DE 28 DE JANEIRO DE 2016
   Por Lucio Lucena
   Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog

ENCONTRÃO - 41 Encontro de Veteranos FN 2016

Prezados Veteranos Fuzileiros Navais, 
   O 41o Encontro de Veteranos Fuzileiros Navais (ENCONTRÃO) 2016, está confirmado para ocorrer no dia 14 de Maio, conforme o Calendário de Atividades de 2016 da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais – AVCFN.
   Para os que moram fora de Sede, já podem se programarem e pesquisarem passagens aéreas com preços promocionais, que,  nessa época do ano, são muitas ofertas, por se tratar de baixa temporada.
   Sejam todos bem vindos!
   ADSUMUS!
   Por Lucio Lucena
   Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog
   Visite o site: www.avcfn.com.br
Click na Imagem

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Hotel Aconchegante em João Pinheiro MG


   Se no roteiro de sua viagem, passar por João Pinheiro/MG. na BR 040, não deixe de fazer uma visita ao Hotel Avenida, antes de se hospedar naquela aconchegante cidade. Pois já tive o prazer de pernoitar por duas vezes no referido Hotel e o grau de satisfação foi total, os funcionários são super educados, simpáticos e atenciosos, o café da manhã é muito delicioso.
     A luz dos meus olhos, atende o esperado em matéria de conforto e segurança dos hóspedes, além de um preço compatível com a oferta.
     Parabéns para a Administração e aos funcionários pelo padrão elevado de atendimento.
   Vale ressaltar que, não tenho vínculo com a direção do hotel nem estou visando vantagem financeira pela nota acima, simplesmente pelo grau de satisfação.


FIOCRUZ - Processo Seletivo Radiologia

Ensino Profissional em Radiologia 
Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
APRESENTAÇÃO
A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV) promove processo seletivo público para o preenchimento de 30 vagas para o Curso Técnico em Radiologia.
Este curso técnico será oferecido pela EPSJV na modalidade subsequente ao Ensino Médio e funcionará no turno da noite. O curso é destinado àqueles que tenham concluído o Ensino Médio e tenham completados 18 anos até o dia da matrícula. A duração do curso é de dois anos, computando um total de 1600 horas, durante os quais o aluno cursará disciplinas da formação profissional, organizadas em um currículo dividido por eixos temáticos.
Mais informações sobre o processo seletivo do Curso Técnico em Radiologia estão disponíveis neste site.

Sexo selvagem demais faz homem ter pênis decepado

Nem os médicos acreditaram na história desse homem, quando ele chegou mutilado no hospital
Uma mulher na Malásia se arrependerá eternamente de seus atos. Pelo menos é o que pensam as pessoas próximas a ela. Mas não, ela não matou ninguém ou coisa do tipo. Acontece que…
Bem, a história começou com um pensamento pervertido dessa mulher. Ela resolveu dar um “castigo” ao marido e, assim, decidiu que ambos fariam sexo pesado em casa. Mas, bem, as coisas passaram do limite.
Acontece que o sexo foi tão, mas tão pesado que acabou decepando o pênis do homem. Isso mesmo. No meio do sexo, a intensidade com a qual eles faziam fez com que o homem sofresse esse acidente doloroso e inesperado.
Os dois correram para o hospital e lá os atendentes sequer conseguiam acreditar no que estavam ouvidos. Por conta do nível de constrangimento da situação, o hospital proibiu que seus funcionários vazem informações do caso para qualquer fonte externa.
Apesar de não ter tido o pênis decepado em um crime, o homem ainda teve que prestar satisfações à polícia. Isso porque, por conta do “castigo”, ele estava com seu corpo completamente coberto por diversos tipos de machucado — todos frutos do sexo selvagem.
Para a sorte — ou seria menos azar — do homem em questão, os médicos agiram rapidamente e conseguiram reimplantar o pênis. O casal, agora, além de baixar a bola na hora do sexo terá que se conformar com um longo período de abstinência até que o membro da vítima esteja completamente saudável.

Rodeio e vaquejada podem ser reconhecidos como manifestações culturais do Brasil

     Texto eleva as expressões artístico-culturais vinculadas ao rodeio e à vaquejada à condição de manifestações da cultura nacional e de patrimônio cultural imaterial.
     Seguem para o Plenário da Câmara projetos de lei (PL 1554/15 e PL 1767/15, apensado) que tornam o rodeio e a vaquejada manifestações culturais do Brasil. As propostas, que são analisadas em conjunto, foram aprovadas como um único texto na Comissão de Constituição e Justiça no início de dezembro e, em princípio, poderiam seguir diretamente para o Senado, mas receberam recurso do deputado Daniel Coelho, do PSDB de Pernambuco, para serem analisadas também pelo Plenário.
     O rodeio e a vaquejada são competições com animais praticadas principalmente no interior do Brasil. O texto aprovado eleva as expressões artístico-culturais vinculadas ao rodeio e à vaquejada à condição de manifestações da cultura nacional e de patrimônio cultural imaterial. O autor da proposta mais antiga, o gaúcho Pompeo de Matos, do PDT, afirma que os rodeios traduzem a história de seu estado.
     Rádio Câmara - Click AQUI Para ouvir o áudio e ver a matéria completa.
Foto - linha do tempo

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Transmissão de Cargo de Comandante do GptFNNa

COMANDO DO 3º DISTRITO NAVAL 
     Assunção de Cargo – Cerimônia de Transmissão de Cargo de Comandante do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal, dia 02FEV2016, às 10h. Assume o Capitão-de-Fragata (FN) JORGE LUIZ FERNANDES TOMAZ. Uniforme 5.3.  
     Extrato do BONO Nº 062 DE 26 DE JANEIRO DE 2016
A primeira Turma de Fuzileiros Navais desse Grupamento (1971), agradece ao Comandante Alcinei, a fidalguia com que recepcionou a referida Turma no dia 1/ABR/2015, exatamente quando completaram 44 anos de admissão ao Glorioso Corpo de Fuzileiros Navais - CFN.
Parabéns, Comandante, pelo sucesso da gestão a frente desse respeitado Grupamento!
BRAVO ZULU!
Por Lucio Lucena

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Nota de Falecimento - Suboficial TELES

   Com muita tristeza, cumpro o doloroso dever de publicar a Nota de Falecimento do Suboficial da Armada Paulo Roberto Magalhães TELES, Diretor do Clube Beneficente dos Sargentos da Marinha – CBSM, ocorrido na manhã do dia  23/JAN/2016, no Hospital Naval Marcílio Dias - HNMD. O sepultamento ocorreu às 13h30min do dia 24/JAN/2016, no Cemitério do Catumbi RJ.
     Fica aqui registrado os sentimentos de pesar da Diretoria Administrativa, bem como, dos demais Associados do CBSM;
Da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais – AVCFN;
Da Associação Esportiva Saco e Maca - AESM (popularmente “Saco Mucho”), em meu nome pessoal e de minha família, aos familiares e amigos do Saudoso Teles.
     Que o Glorioso Comandante Supremo do Batalhão da Eternidade o receba em sua última comissão, conceda uma função de paz, bem como, conforto aos seus familiares e amigos que aqui ficam com seus corações enlutados, nessas horas de transição e dor!
Segura na Mão de Deus e vai, Combatente, os bons nunca morrem, apenas mudam de comissão...!
     Por Lucio Lucena
     Assessor da Presidência da AVCFN, Editor do Blog

     Visite o site: www.avcfn.com.br

sábado, 23 de janeiro de 2016

Stephen Hawking adverte mais uma vez: O planeta Terra sofrerá uma catástrofe

Stephen Hawking advertiu mais uma vez que a humanidade poderia provocar sua própria destruição antes de ter a oportunidade de estabelecer colônias espaciais.

Stephen Hawking (em foto de 2008) tem sido muito franco sobre seus temores de que uma civilização avançada possa destruir a humanidade.

Em uma recente Conferência proferida na Inglaterra, o famoso físico apontou uma guerra nuclear, vírus modificados geneticamente e o aquecimento global como os prováveis culpados. De acordo com Hawking, as probabilidades de que ocorra uma catástrofe planetária nos próximos milênios são bastante elevadas.
“Embora a possibilidade de uma catástrofe no planeta Terra em um determinado ano possa ser bastante baixa, ela vai se incrementando ao longo do tempo e se transforma em quase uma certeza nos próximos mil ou dez mil anos”, disse Hawking para o público de uma sessão aberta da Q&A, depois de proferir sua palestra anual para a BBC Reith Lectures, na Radio 4 da Inglaterra.
“Os seres humanos poderiam sobreviver se colonizassem outros planetas e estrelas antes que o desastre ocorra,” disse ele.
“Mas agora estamos entrando em um período particularmente perigoso, já que os seres humanos ainda não estabeleceram um plano de backupcósmico,” acrescentou ele.
“Nós não vamos estabelecer colônias autossustentáveis no espaço, pelo menos não nos próximos cem anos, então temos que ser muito cuidadosos durante este período,” disse Hawking.
Os alertas repetidos
Esta não é a primeira vez que o físico teórico tem advertido sobre a terrível ameaça que afetará o planeta. No início do ano passado,Hawking advertiu “que a agressividade humana constitui uma ameaça que poderia aniquilar todos nós.” Ele também falou sobre o risco potencial das ameaças não humanas e manifestou a preocupação de que a inteligência Artificial poderia causar o fim da raça humana. Hawking e o empresário bilionário Elom Musk alertaram para os perigos dos “robôs assassinos” [usados para propósitos militares]. Ambos assinaram uma carta pública no ano passado instando os líderes mundiais a proibir a fabricação dos robôs. 
Mas apesar de seus prognósticos sombrios, Hawking não acredita que a catástrofe seja inevitável. Embora acredite que o perigo esteja despontando no horizonte, Hawking disse que é um “otimista” e crê que a humanidade pode superar os riscos com os quais se depara.
Hawking, que tem feito um trabalho pioneiro sobre os buracos negros, a teoria das cordas e outros tópicos da física teórica, tem uma perspectiva otimista sobre sua própria vida e época.
“Do meu ponto de vista, esta tem sido uma época gloriosa para estar vivo e fazer pesquisas no campo da física teórica. Não há nada como o momento ‘eureca’, quando você descobre algo que ninguém conhecia antes”, disse Hawking.
Yahoo Notícias